Fortaleza do Guincho | Desconfinar gastronómico #1

by Viagensa4
Partilhas
Desconfinar em “bom” na Fortaleza do Guincho

A Fortaleza do Guincho é um daqueles locais que povoa a nossa mente desde sempre, tem algo de mágico que nos cativa, será o design, a arquitetura, o serviço, a localização ou uma combinação de todos estes fatores…

Não distinguimos o requinte da Fortaleza do Guincho entre Hotel e Restaurante, mas hoje queremos falar de comida, e logo num local perfeito para o merecido “desconfinamento”.

O local impressiona desde que entramos, está carregado de história, respira mar por todos os cantos…e janelas 🙂 é realmente um local especial.

O Restaurante…

Muitas vezes questionamo-nos sobre a meritocracia por detrás das Estrelas Michelin, mas por aqui não temos qualquer dúvida, a magia começa na recepção, sabemos reconhecer uma equipa madura daquelas que sabe o que faz, na Fortaleza do Guincho é isso que encontramos e nos encanta de imediato.

Estrela Michelin desde 2001, a sua filosofia assenta nas melhores práticas da alta cozinha, as propostas do restaurante revelam sem margem para dúvidas uma enorme inspiração no Atlântico, o cenário de fundo do restaurante.

O peixe e marisco frescos da costa portuguesa bem como os melhores produtos nacionais, são uma constante à mesa do Guincho, homenageados e recriados em cada prato, mesmo os elementos cénicos recriam a paisagem do local.

Seja o “Ataque ao choco” composto por Salmonete, alfaces e batatas, o “Robalo de anzol” com Couve Branca e Caldo do Cozido à Portuguesa, as surpresas que o chef envia para a mesa e a harmonização de vinhos… a qualidade e capacidade de surpreender é uma constante.

Mas temos sempre um sentimento que prevalece quando visitamos a Fortaleza do Guincho, a enorme vontade de voltar vezes sem conta!

Vamos desconfinar em bom? 🙂

FORTALEZA DO GUINCHO

Fortaleza do Guincho Estrada do Guincho

2750-642 Cascais Portugal

Coordenadas: Lat. 38.7283159, Lon. -9.4761152

Tel. (+351) 214 870 491

Fax. (+351) 214 870 431

reservations@guinchotel.pt

Se gostou deste artigo, partilhe!

Partilhas
0 comment

Também pode gostar