London Eye | 10 curiosidades sobre a (roda gigante) que nos oferece a melhor vista da cidade!

by Viagensa4
Partilhas
London Eye | 10 curiosidades sobre a famosa “roda gigante” de Londres

Existirá melhor vista na cidade de Londres, do que aquela que temos desde o alto do London Eye?

É realmente uma atração turística espetacular, e que não podem perder na vossa visita a Londres, mas a roda gigante é muito mais que isso, é uma obra de engenharia que contém muitas curiosidades que a maioria, desconhece!

Desta vez optámos por fazer de noite, adoramos as luzes da cidade 🙂

10 curiosidades sobre o London EYE
  1. É a roda gigante mais alta da Europa

Quando foi construída em 1999, a roda com 135m de altura era a mais alta do mundo.

Hoje em dia ocupa o quarto lugar, foi superada pela estrela de Nanchang “ The Star of Nachang” (158 m) construída em 2006 na China, em 2008 nasceu o Singapore Flyer com 165 metros de altura, e finalmente em 2014 aquela que é a roda gigante mais alta do mundo (pelo menos por enquanto), High Roller em Las Vegas, com 168 metros de altura.

  1. Não foi a primeira grande roda de Londres

O London Eye foi precedido pela The Great Wheel, uma roda gigante com 40 cápsulas, construída para a Exposição Empire of India em Earls Court, tinha 94 metros de altura.

  1. É a atração turística (paga) mais popular de Londres

Com mais de 4 milhões de visitantes anualmente, o London Eye é a atração turística paga mais popular do Reino Unido.

O Museu Britânico “British Museum” detém o recorde de atração mais popular (gratuito), recebe mais de 7 milhões de visitantes por ano.

  1. Era para ser uma construção temporária

Assim como a Torre Eiffel, o London Eye foi originalmente planeado como uma estrutura temporária, construído para permanecer no terreno por cerca de cinco anos.

Em julho de 2002, foi concedida à Merlin Entertainments (operadora da atração) uma licença permanente, e nós agradecemos 🙂

  1. Falhou (a importante)  data de abertura

Construído para comemorar a passagem do Milénio, o London Eye só começou a transportar passageiros  em março de 2000!

Foi formalmente inaugurado pelo então primeiro ministro Britânico, Tony Blair,  em 31 de dezembro de 1999, no entanto uma das cápsulas não passou nos testes de segurança, após mais alguns testes, o London Eye finalmente foi aberto ao público a 9 de março de 2000.

  1. Orgulho Britânico (mas com a colaboração de vários países Europeus)

O London Eye foi concebido por uma equipa de engenheiros do Reino Unido, mas o material necessário para a sua construção é oriundo de vários países Europeus.

A roda foi construída na Holanda (a partir de aço do Reino Unido), os cabos de suporte são oriundos de Itália, os rolamentos da Alemanha e o eixo de ferro foi fundido na fábrica da Skoda, na República Checa.

As cápsulas foram desenvolvidas por uma empresa Francesa (especialista nos Alpes), e o vidro é oriundo de Veneza 🙂

  1. São 32 cápsulas (numeradas de 1 a 33!)

O London Eye possui 32 cápsulas, numeradas de 1 a 12 e 14 a 33. Não existe número 13 🙂 🙂 🙂 mais vale prevenir…

As 32 cápsulas representam os 32 distritos de Londres.

  1. Vista (desafogada)

Num dia com boa visibilidade,podemos observar até 40 Km de distância, o suficiente para ver o Castelo de Windsor!

  1. A lotação é impressionante

O London Eye pode transportar até 800 pessoas por rotação – o equivalente a 11 autocarros de 2 andares!

Portanto, não se assuste com a fila, é rápido 🙂

  1. Iluminação

As Iluminação do London Eye foi totalmente alterada em 2006, passou a ter tecnologia LED, permitindo a alteração de cor, intensidade e cadência da mesma.

A iluminação do London EYE segue a tendência as épocas festivas, ou até de eventos especiais, por exemplo, vermelho, branco e azul para homenagear o casamento do Príncipe William e Kate Middleton!

Nós adoramos o LONDON EYE, existem mais fãs por aí? Contem-nos tudo 🙂

Mais informação sobre horário e bilhetes AQUI

Se gostou deste artigo, partilhe!

Partilhas
0 comment

Também pode gostar